Voltar para portal Oncoguia

Tudo Sobre o Mieloma Múltiplo

0

[A VOZ DO PACIENTE] Márcia Borges

oncoguia 16 de janeiro de 2017

Instituto Oncoguia – Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?)
Márcia – Meu nome é Márcia, sou vendedora numa loja de cosméticos, tenho um casal de filhos, casada, moro em Piracicaba, SP.

Instituto Oncoguia – Como foi que você descobriu que estava com câncer?
Márcia – Sentia muitas dores nas costa e no braço direito… Depois comecei a sentir fraqueza nas pernas, as pernas ficaram dormentes, até que não senti mais elas e parei de andar.

Instituto Oncoguia – Você apresentou sinais e sintomas do câncer? Quais?
Márcia – Dores nas costa e no braço direito depois foi as pernas.

Instituto Oncoguia – Quais dificuldades você enfrentou para fechar o seu diagnóstico?
Márcia – Ia a cada dois dia no COT, tomava injeção para coluna e voltava pra casa, até que parei de andar.

Instituto Oncoguia – Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou?
Márcia – Fiquei triste, os médicos falou de vários tumores pela minha coluna, nuca e ombro, então eu queria naquele momento tirar todos eles de mim… Pensei nos meus filhos, na minha mãe, como eles ficariam…

Instituto Oncoguia – Qual foi a sua maior preocupação neste momento?
Márcia – Depois que os médicos me confirmaram Mieloma Mutiplo, e que não tinha cura, tinha tratamento para qualidade de vida, eu só pedia a Deus para viver mais para criar meus filhos e cuidar da minha mãe… Então encarei essa luta.

Instituto Oncoguia – Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos?
Márcia – Sim, fiz o transplante, que o resultado deu parcial e agora estou indo pro terceiro mês de talidomida o médico me explicou que seria um tratamento de 4 meses, creio que o pior já passou, foi pós transplante, as reações e ficar internada 63 dias.

Instituto Oncoguia – Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê?
Márcia – O transplante, porque tive alguns efeitos colaterais difíceis, a recuperação foi lenta e eu fiquei muito fraca.

Instituto Oncoguia – Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou?
Márcia – Pós transplante tive mucosite, diarreia e vomito, fiquei quase uma semana sem comer nada nem água, mais lutei e venci, a minha família e amigos queridos que me deram muita força, então entendi que era tão especial que não poderia desistir e no Deus que eu creio que teve ali comigo todos os instantes.

Instituto Oncoguia – Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista?
Márcia – O Dr. Carlos é um ótimo médico, até dura dele eu tomei. rsrsrs. Ele é zeloso, amoroso, cuidadoso… Me sinto segura com ele.

Instituto Oncoguia – Você se relacionou com outros profissionais? Se sim, quais e por quê?
Márcia – Sim, dentista, psicóloga, nutricionista e terapeuta.

Instituto Oncoguia – Você fez ou faz acompanhamento psicológico? Se sim, conte-nos um pouco sobre a importância desse profissional nessa fase da sua vida.
Márcia – Hoje não mais.

Instituto Oncoguia – Como está a sua vida hoje?
Márcia – Continuo na luta, mais já me sinto uma vitoriosa, graças ao meu Deus, o meu Deus do impossível, ainda a de confundir os médicos.

Instituto Oncoguia – Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer?
Márcia – Não, sinto muitas dores nas costa e eu voltei a andar mais não é 100%.

Instituto Oncoguia – Você buscou seus direitos? Se sim, quais?
Márcia – Estou afastada pelo auxilio doença do INSS.

Instituto Oncoguia – Quais são seus projetos para o futuro?
Márcia – Eu queria muito voltar a trabalhar mais prioridade é criar meus filhos, no futuro conhecer meus netos e cuidar da minha mãe.

Instituto Oncoguia – Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje?
Márcia – Não se desespere, confie em Deus, Ele é fiel. Faça tudo direitinho que o médico mandar que vai dar certo, deu pra mim …vai dar pra você também!!!

Instituto Oncoguia – Como você conheceu o Oncoguia?
Márcia – Pela internet.

Instituto Oncoguia – Você tem alguma sugestão a nos dar?
Márcia – Quando descobrirem a cura me avisem ou um tratamento com menos efeitos colaterais (talidomida).

Instituto Oncoguia – O que você acha que deveria ser feito para melhorar a situação do câncer no Brasil? Deixe um recado para os políticos brasileiros!
Márcia – Nunca deixar faltar remédios, porque estamos correndo contra o tempo. Aqui em Piracicaba está em falta da Talidomida, o meu câncer esta estacionado, mais ainda falta 2 meses de tratamento e com a falta do remédio ele pode voltar.

Login to your account

Can't remember your Password ?

Register for this site!